Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Seta’

Siga…

entorto a rua
e sigo nua
pela sinuosidade
crua
que é estar despida
do trapo vil
que reveste a vida

desnuda do tecido
mórbido, que finge Vida
e que cozinha
e perpetua a ferida
calada de fala Vou…

as chagas antes abertas
dispersas
despertavam pranto
embalando-me no canto
do infortúnio

agora torta deixo morta
aquela existência pura e verdadeira
e bato a porta
e mudo a rota

Crua muda e nua

Read Full Post »